IGP-M Acumulado – Tabela Atualizada


Conforme a maioria tem me pedido:

Cálculo Simplificado

Agora, multiplique o valor do seu aluguel pelo índice acumulado, e pronto!

Para calcular o reajuste anual do seu aluguel serão necessários alguns dados importantes:

a) Verifique se no seu contrato tem uma cláusula específica para tal reajuste, pois nele, se existir, deverá constar a data base desse reajuste. Caso não haja nada específico, deverá ser a data da sua assinatura a data base para reajuste.

Por exemplo:

O que fazer quando no seu contrato:

1. NÃO TEM uma cláusula de reajuste:

1.1. Anote a data da assinatura do contrato, por exemplo: 05/10/2012;
1.2. Sua Data Base, será o mês da assinatura, que neste exemplo é OUTUBRO  de cada ano;

2. TEM uma cláusula de reajuste:

2.1. Anote a data que foi estabelecida, por exemplo: 05/10/2012;
2.2. Sua Data Base, será o mês da assinatura, que neste exemplo é OUTUBRO  de cada ano;

3. Não confunda Data Base com Data de Vencimento! Data de Vencimento, é o último dia para você fazer o pagamento do seu aluguel. A Data de Vencimento deve ocorrer a partir de 30 dias após o início da locação, ocorrendo mensalmente a cada 30 dias durante todo o período contratado. A Data Base, marca por sua vez, a referência para se comprar o poder de compra na data do início do contrato de locação. Para isso, utiliza-se um indexador, para verificar se no período do contrato houve inflação (índice acumulado acima de “zero”), equilíbrio (índice acumulado igual a “zero”) ou deflação (índice acumulado abaixo de “zero” ou negativo), como no exemplo, usaremos o IGP-M.

4. Vamos “supor” que seu aluguel no período de out/2012 a set/2013, tenha sido R$ 300,00, e agora como calcular?

4.1. Vá até a tabela simplificada, que está reproduzida acima e localize a sua Data Base, que neste exemplo é OUT/2012 e o índice acumulado do período dos últimos 12 meses é 1,0752;
4.2.  Agora vc multiplica R$ 300,00 (seu aluguel) por 1,0752 (IGP-M), resulta em R$ 322,56 que será o aluguel para os próximos 12 meses. Então, quando vencer em 05/NOV/2012, vc pagará R$ 322,52 pelo aluguel de OUT/2012. E será o mesmo valor durante todos meses até SET/2013. Pois o novo reajuste só ocorrerá em OUT/2013.

Você tem mais dúvidas? Responda então esta questão: Em qual MÊS foi assinado o seu contrato ou qual é a sua Data Base? clique sobre o mês de referência, para você ter o seu passo-a-passo específico:

JANEIROFEVEREIROMARÇOABRILMAIOJUNHO | JULHOAGOSTOSETEMBROOUTUBRO | NOVEMBRODEZEMBRO

Se você gostou? E, se estas informações lhe ajudaram … então me escreva! Se você tem alguma sugestão, então me escreva!
OK?

Derville

About these ads

Imobiliária: Comprar ou vender imóveis ? Ofertas imperdíveis de casas, flats, apartamentos, lofts, coberturas, duplex, condomínios, conjuntos comerciais, terrenos, Imóveis, imoveis, imóvel, imovel, imobiliárias, imobiliarias, imobiliária , imobiliaria, lote, lotes, imóveis em Curitiba. DERVILLE Imóveis. derville.imoveis@gmail.com | (41) 9178-6464 | (41) 9822-3411 | Skype: derville.imoveis | CRECI 17.086/PR

Publicado em Dicas, Passo-a-Passo, Seu Aluguel
33 comments on “IGP-M Acumulado – Tabela Atualizada
  1. Cléo Freitas disse:

    Extremamente prático!!!! Adorei!!!!

  2. Fabio Duarte Jr. disse:

    Prezado Amigo,
    Bom dia!
    O condomínio onde moro está prestes a reajustar o valor da quota que hoje é de R$ 21,00 (vinte e um reais) pelo IGP-M. Esse “valor” persiste há mais de seis anos (há pouco mais de dois anos passamos de associação de moradores de um loteamento para condomínio edilicio – registrado como tal). O reajuste será calculado a partir de fevereiro de 2011 até agora. Pelo que entendi, a partir de sua explicação, o valor do condominio continuará baixíssimo. O aumento é ínfimo, chegando a ser ridículo como é o próprio valor atual. O que pode ser feito, nesse caso, sem comprometer a legalidade? Será que meus cálculos estão corretos (R$ 23,69)?
    Abraços,
    Fabio.

    • Derville Imóveis disse:

      Olá! Fabio

      A Lei 4.591/64, previa, no artigo 12, que “cada condômino concorrerá nas despesas de condomínio, recolhendo, nos prazos previstos na Convenção, a cota-parte que lhe couber em rateio”. E, no seu parágrafo primeiro, observava que “Salvo disposição em contrário na Convenção, a fixação da cota no rateio corresponderá à fração ideal de terreno de cada unidade”.

      O novo Código Civil, que revogou a lei 4.591/64 no que diz respeito aos condomínios edilícios, no artigo 1334, orienta que deve constar, na convenção condominial, cláusula contendo “a quota proporcional e o modo de pagamento das contribuições dos condôminos para atender às despesas ordinárias e extraordinárias do condomínio”.

      O artigo 1336, por sua vez, dizia que é dever do condômino, “contribuir para as despesas do condomínio, na proporção de suas frações ideais”.

      O disposto na lei anterior fora suprimido. Posteriormente, a lei 10.931 de 03 de agosto de 2004 alterou a redação, acrescentando “salvo disposição em contrário na convenção”, corrigindo assim a omissão.

      Portanto, a forma de rateio permanece livre. A maioria das convenções prevê o rateio com base na fração ideal. Mas também podem ser utilizados outros critérios, tais como: pela quantidade de uso, pela proporção da área ideal no terreno atribuída a cada apartamento, pela efetiva utilização das coisas e serviços comuns etc.

      Para se apurar o valor da taxa de condomínio de uma determinada unidade, toma-se o valor da previsão orçamentária – obrigatoriamente aprovada em assembléia geral anual – e se multiplica pela porcentagem da unidade no todo, que é encontrada na especificação de condomínio.

      O argumento da taxa condominial conforme a porcentagem que ocupa no todo, é de que o valor deve ser de acordo com a área, pois a valorização do imóvel também é proporcional e não igual para unidades com tamanhos diferentes num mesmo condomínio.

      Esse argumento é aceitável, quando se trata de rateio extra e que importe na valorização do imóvel. Porque é sabido que a valorização sempre é proporcional à unidade. Por exemplo, uma reforma no prédio não valoriza igualmente para todas as unidades de diferentes tamanhos.

      ok?

      Derville

      DERVILLE Imóveis
      (41) 9178-6464 [Vivo] | (41) 9822-3411 [Tim] | (41) 8480-6144 [Oi]
      Skype: derville.consultoria | derville.imoveis@gmail.com

  3. Paulo mado disse:

    boa tarde, eu comprei um imovel em 26/09/2011 fiquei devendo R$ 40.000,00 mil reais ao ex proprietário, fizemos um acodo no qual eu pagaria o juro de 1% ao mês mais igpm,gostária de saber quanto vai ser a minha dívida com ele. porque até hoje eu ainda não acertei com ele

  4. Meri reis disse:

    Excelente! Super prático e simples.
    Meri

  5. Marcelo Goicocheia disse:

    Boa Noite,

    Estou fechando um acordo com minha construtora para quitar o meu apartamento onde o acordo selado foi que eu pague 10 parcelas de R$19.305,00 onde terá correção de IGPM mais 1% de juros ao mês e de forma acumulativa. Minha dúvida é quanto a questão da forma acumulativa, quanto será que terei acumulado a pagar na minha 10º parcela, seria um valor muito alto? Tenho um pouco de dúvida de como calcular esse juros para eu poder ter pelo menos uma noção de quanto será meu custo e gostaria de uma ajuda.
    Obrigado

    Marcelo Goicocheia

    • Derville Consultoria em Negócios Imobiliários disse:

      Olá Marcelo,

      Vamos lá!
      Baixe esta planilha para facilitar >>> planilha
      Você terá que atualizar mensalmente o índice.

      ok?
      Derville

  6. MIQUEIAS SILVA disse:

    olá, tenho um lote que comprei de uma incorporadora aqui de meu municipio Parauapebas-PA. A primeira parcela, conforme contrato, foi paga em outubro de 2010. Portanto o aniversário é em outubro de 2011.
    Os primeiros 12 meses de carnê (outubro de 2010 a setembro de 2011) foram R$261,09 cada mês. O carnê que recebi no inicio de outubro pulou para R$300,00 (discarados 15% de aumento). Achei abusivo porque o contrato reza que a regulação de aumento será apenas IGPM + 6% ao ano (0,5% ao mês).

    Em meus cálculos fiz assim:
    R$261,09 + 7,46% (indice acumulado até setembro) + 0,5% (da incorporadora) = R$281,97. Portanto anda longe de R$300,00.

    QUERO APENAS SABER SE MEU CÁLCULO ACIMA TÁ CERTO, OU NÃO.
    AGRADEÇO.

    • Derville Consultoria em Negócios Imobiliários disse:

      Olá Miqueias,

      R$ 261,09 + 7,46% (IGP-M) + 6% ao ano (e NÃO 0,5% ao mês!) =
      (R$ 261,09 + R$ 19,48) + 6% ao ano =
      R$ 280,57 + R$ 16,83 (6% aa) = R$ 297,40

      A fórmula primeiro corrige, depois acrescenta o juros.

      Valor correto: R$ 297,40
      ok?
      Derville

  7. MIQUEIAS SILVA disse:

    oLHA, ESSE SITE É DEMAAAAIIIIS!!! GOSTEI A BESSA!!! MINHA DÚVDA É A SEGUINTE: COMPREI UM LOTE URBANO E, NO CONTRATO, O INDICE DE REAJUSTE ANUAL É O IGPM + 6% AO ANO (0,5% AO MÊS). MEU CONTRATO ANIVERSARIA EM OUTUBRO, OU SEJA, ATÉ SETEMBRO DE 2011 PAGUEI 261,09. ME ASSUSTEI QUANDO OS 12 BOLETOS QUE ME ENVIARAM (A PARTIR DE OUT/2011) MARCAVA EM CADA PARCELA 300,00. ENTÃO MULTIPLIQUEI 1,0746 POR 261,09 + 0,5% E O RESULTADO FOI 282,84. A PERGUNTA É: A CONTA QUE FIZ ESTÁ CORRETA? ESTOU SENDO LESADO? AGRADEÇO MUITO PELA ATENÇÃO E RESPOSTA.

    • Derville Consultoria em Negócios Imobiliários disse:

      Olá Miqueias,

      Há uma grande diferença entre “ao mês” e “ao ano”!!!

      R$ 261,09 + 7,46% (IGP-M) + 6% ao ano (e NÃO 0,5% ao mês!) =
      (R$ 261,09 + R$ 19,48) + 6% ao ano =
      R$ 280,57 + R$ 16,83 (6% aa) = R$ 297,40

      A fórmula primeiro corrige, depois acrescenta o juros.
      Valor correto: R$ 297,40

      ok?
      Derville

Deixe o seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: